Lesões da cartilagem, condropatia, condromalácia

Introdução

As lesões da cartilagem do joelho são muito comuns e podem trazer incômodos relevantes. Atualmente, existem várias opções de tratamento eficaz, com ou sem cirurgia.

Índice
O que é a cartilagem, qual sua função?
Quais são os sintomas das lesões de cartilagem?
Como ocorrem as lesões da cartilagem?
Causas de lesões da cartilagem
O que é condromalácia ou condropatia patelar?
Lesão de cartilagem é igual a artrose do joelho?
As lesões da cartilagem podem se regenerar? Qual a tendência de evolução ao longo do tempo?
Como é o diagnóstico das lesões de cartilagem?
Como é o tratamento das lesões de cartilagem?
Tratamento não cirúrgico para lesões de cartilagem do joelho
Existe remédio eficaz para recuperação da cartilagem?
Em que casos é indicada a cirurgia?
Indicações relativas de tratamento cirúrgico para lesões focais da cartilagem
Como são as cirurgias para lesões de cartilagem dos joelhos?
Principais técnicas cirúrgicas para lesões focais da cartilagem do joelho
Fixação de fragmentos de cartilagem
Microfratura ou microperfurações
Transplante osteocondral autólogo
Membranas ou matrizes
Transplante osteocondral alógeno, ou transplante a fresco de doador
O que são tratamentos ortobiológicos para lesões da cartilagem?
Pessoas com lesões da cartilagem do joelho podem fazer atividades físicas?
Como evitar a piora de lesões de cartilagem?
Prevenção de lesões de cartilagem do joelho

O que é a cartilagem, qual sua função?

A cartilagem é um tecido que recobre a superfície de contato entre os ossos nas articulações. A cartilagem saudável tem características especiais que permitem o movimento da articulação sem atrito, além da absorção e dissipação do impacto e forças que ocorrem no movimento.

Lesões da cartilagem do joelho | Dr. Pedro Giglio

Cartilagem articular no joelho, recobrindo a superfície do fêmur e da tíbia. A patela (rótula) também é recoberta por cartilagem.

Quais são os sintomas das lesões de cartilagem?

Os principais sintomas são:

  • Dor
  • Inchaço do joelho
  • Crepitação (sensação de atrito)
  • Estalos
  • Travamento
  • Sensação de objeto solto no joelho

Os sintomas tendem a ser piores durante ou após esforços. Inicialmente, podem ocorrer somente com atividades mais intensas. Porém, com a progressão da lesão pode haver dor com atividades do dia-a-dia e até mesmo em repouso.

Nos casos de lesão da cartilagem da patela, a dor tipicamente é pior em subidas ou descidas, movimentos de agachamento, levantar-se de um assento baixo.

Lesões da cartilagem do joelho | Dr. Pedro Giglio

Imagem de ressonância magnética mostrando lesão de cartilagem de espessura completa no joelho.

Como ocorrem as lesões da cartilagem?

Vários problemas ou doenças podem levar a lesões da cartilagem

Causas de lesões da cartilagem

  • Trauma agudo: torção do joelho, impactos, deslocamento da patela ou em conjunto com fraturas dos ossos.
  • Desgaste:
  • Osteocondrite dissecante : doença que causa deslocamento de fragmento de cartilagem e osso em crianças e adolescentes
  • Inflamação : doenças como artrite reumatóide, gota, infecção da articulação

O que é condromalácia ou condropatia patelar?

Quando as lesões da cartilagem ocorrem na patela (rótula), são denominadas condropatia patelar. Já a condromalácia é o amolecimento da cartilagem, que perde sua firmeza normal. Para saber mais sobre condropatia ou condromalácia patelar, clique aqui.

Lesão de cartilagem é igual a artrose do joelho?

Lesão de cartilagem não é sinônimo de artrose no joelho.

Artrose (ou osteoartrite) é uma doença caracterizada pelo desgaste difuso da cartilagem, com inflamação e alteração nos outros tecidos da articulação (menisco, osso, ligamento). Portanto toda pessoa com artrose tem lesões de cartilagem.

Porém, as lesões de cartilagem também podem ser localizadas (lesões focais), com o resto do joelho preservado.

A diferenciação de artrose e lesão de cartilagem focal é muito importante, já que as opções de tratamento são diferentes.

As lesões focais da cartilagem, assim como outras lesões do joelho, podem aumentar a predisposição para artrose do joelho.

Saiba mais sobre a artrose do joelho clicando aqui.

As lesões da cartilagem podem se regenerar? Qual a tendência de evolução ao longo do tempo?

A cartilagem tem uma baixa capacidade de regeneração própria e, portanto, normalmente não se recuperam para voltar a formar uma superfície íntegra. (Mas há tratamento eficaz, veja abaixo).

Também por conta disso, as lesões podem progredir com o tempo, principalmente se não tratadas. No estágio final dessa progressão, quando há grande desgaste da cartilagem, e dos outros tecidos da articulação é chamado de osteoartrite ou artrose (saiba mais aqui)

Como é o diagnóstico das lesões de cartilagem?

O diagnóstico é feito através de avaliação e exame físico cuidadosos, e confirmada através de exames complementares. O principal exame a ser avaliado é a ressonância magnética.

Radiografias também são importantes para a avaliação das alterações ósseas do alinhamento do membro.

Como é o tratamento das lesões de cartilagem?

O tratamento depende da intensidade dos sintomas, do tamanho das lesões, da intensidade das atividades praticadas e da presença de outros problemas do joelho, relacionados a ligamentos, meniscos ou alterações no alinhamento.

Para a maioria dos pacientes, a primeira linha de tratamento é não-cirúrgico, e pode envolver:

Tratamento não cirúrgico para lesões de cartilagem do joelho

  • Reabilitação com fisioterapia
  • Condicionamento físico e exercícios de fortalecimento
  • Atividades físicas (com intensidade adequada para o quadro)
  • Adequação de fatores de sobrecarga
  • Controle de peso
  • Medicamentos para o alívio dos sintomas
  • Medicamentos aplicadas dentro da articulação (infiltração e viscossuplementação com ácido hialurônico)
  • Órteses, palmilhas

Existe remédio eficaz para recuperação da cartilagem?

Existem medicações que podem ajudar no controle de sintomas relacionados a lesões de cartilagem, mas nenhuma promove regeneração das lesões de forma comprovada.

A principal utilidade das medicações é permitir um tratamento com reabilitação e exercícios de forma mais eficaz, por diminuir o desconforto e inflamação.

Em que casos é indicada a cirurgia?

A indicação de uma cirurgia é individualizada, levando em consideração fatores do paciente, da lesão e da resposta a outros tratamentos.

São situações em que o tratamento cirúrgico pode ser considerado:

Indicações relativas de tratamento cirúrgico para lesões focais da cartilagem

  • Falha do tratamento não cirúrgico
  • Paciente ativos
  • Lesões grandes
  • Sintomas intensos
  • Lesões associadas que também necessitem de cirurgia (ligamentos, meniscos, entre outras)

Como são as cirurgias para lesões de cartilagem dos joelhos?

Existem muitas técnicas para tratamento de lesões de cartilagem. A opção por uma técnica depende da avaliação individual da lesão e do paciente, sempre com discussão dos prós e contras de cada uma entre o médico e o paciente.

Entre as técnicas mais utilizadas no mundo estão:

  • Fixação de fragmentos de cartilagem
  • Microfratura ou microperfurações
  • Transplante osteocondral autólogo (mosaicoplastia)
  • Membranas e matrizes
  • Transplante osteocondral alógeno, ou transplante a fresco de doador
  • Técnicas de terapia biológica (ortobiológicos, terapia celular)
Lesões da cartilagem do joelhos | Dr. Pedro Giglio

Procedimento de microfratura.

Principais técnicas cirúrgicas para lesões focais da cartilagem do joelho

Fixação de fragmentos de cartilagem

Em casos de fraturas osteocondrais ou osteocondrite dissecante, pode haver no joelho um fragmento viável de osso e cartilagem que foi arrancado do seu leito. Nessa situação, a fixação do fragmento em seu local original pode ser possível.

Microfratura ou microperfurações

A lesão é limpa cuidadosamente, retirando toda cartilagem desgastada do leito.

Pequenos furos, entre 1 e 2 mm, são feitos no osso no leito da lesão. Isso estimula uma resposta de reparo local, e há formação de fibrocartilagem. A microfratura tem melhores resultados em lesões pequenas.

Transplante osteocondral autólogo

Também conhecido como mosaicoplastia ou OATS. Cilindros de até 10 mm de diâmetro são retirados do próprio joelho do paciente, de uma área de cartilagem que receba pouca carga. Eles são então transplantados para a área da lesão. Esta técnica tem excelentes resultados para lesões pequenas e médias, mas há limitação da quantidade de cilindros que podem ser retirados do próprio paciente.

Membranas ou matrizes

Materiais desenvolvidos por bioengenharia são usados para recobrir a lesão, com opção mais comum sendo a membrana de colágeno.

Esses materiais são absorvíveis, e permitem o crescimento de células que estimulam a produção de nova cartilagem.

A membrana de colágeno pode ser utilizada com técnicas de estímulo biológico como microfratura, aspirado de medula óssea, cartilagem fragmentada.

É utilizada para para lesões médias e grandes.

Transplante osteocondral alógeno, ou transplante a fresco de doador

Da mesma forma que outros órgãos e tecidos, a cartilagem pode ser transplantada de um doador falecido.

Diferente do transplante do próprio paciente (autólogo), não há limitação de tamanho e lesões grandes podem ser tratadas.

A cartilagem não estimula resposta imune de rejeição, portanto não é necessário uso de medicamentos imunossupressores.

O transplante de doador tem excelentes resultados, com a disponibilidade de tecidos sendo o principal limitante.

Lesões da cartilagem do joelhos | Dr. Pedro Giglio

Procedimento de transferência osteocondral autóloga (mosaicoplastia).

O que são tratamentos ortobiológicos para lesões da cartilagem?

Tratamento ortobiológico consiste no uso de produtos biológicos para tratamento de lesões ortopédicas. Entre os produtos mais utilizados no mundo, há o PRP (plasma rico em plaquetas), BMAC (aspirado concentrado de medula óssea), gordura micro fragmentada, e terapia celular (células tronco mesenquimais ou transplante de condrócitos).

Ortobiológicos são produtos com grande potencial no tratamento de lesões da cartilagem, mas sempre devem ser avaliados em conjunto com as demais medidas de tratamento disponíveis.

Para algumas técnicas, já existe evidência estabelecida de eficácia, já outras ainda são consideradas tratamentos experimentais. Seu uso deve sempre respeitar as normas regulatórias de cada país, alguns produtos ortobiológicos só podem ser utilizados no Brasil dentro de protocolos de pesquisa.

Pessoas com lesões da cartilagem do joelho podem fazer atividades físicas?

Sim, pessoas com lesões da cartilagem podem e devem fazer atividades físicas, que inclusive é parte importante do tratamento (veja acima).

Porém, as mesmas atividades que podem ser benéficas, podem causar sobrecarga e piora das lesões, se forem feitas com erros na execução, intensidade ou planejamento. Tudo depende da tolerância individual no momento específico do tratamento.

Primeiramente, é importante que os sintomas mais agudos da lesão estejam controlados, e o tratamento mais adequado indicado pelo médico tenha sido instituído.

Reabilitação e condicionamento físico adequado são essenciais.

A partir deste ponto, atividades que sejam bem toleradas, que não causem exacerbação dos sintomas, são estimuladas. No início do tratamento, pode ser necessário fazer apenas atividades mais leves, de baixo impacto. Porém, com a melhora progressiva dos sintomas, e a depender da tolerância do corpo e da articulação, atividades mais intensas podem ser praticadas.

Lesões da cartilagem do joelhos | Dr. Pedro Giglio

Uso de membrana condrocondutiva.

Como evitar a piora de lesões de cartilagem?

A prevenção é essencial, tanto para pessoas que já apresentam lesões da cartilagem, quanto para aquelas sem lesões, mas preocupadas por fazerem atividades intensas ou por terem histórico familiar.

São as medidas mais importantes:

Prevenção de lesões de cartilagem do joelho

  • Condicionamento físico adequado, incluindo fortalecimento muscular
  • Manutenção de peso corporal
  • Atividades físicas, com intensidade adequada à tolerância e preparo físico
  • Aquecimento adequado antes de atividades, para prevenção de trauma
  • Tratamento adequado de outras lesões do joelho
Sempre procure diagnóstico, orientações médicas e um plano de tratamento individualizado. O Núcleo de Ortopedia Especializada possui especialistas renomados em todas as áreas da Ortopedia moderna.

Referências

Widuchowski W, Lukasik P, Kwiatkowski G, Faltus R, Szyluk K, Widuchowski J, et al. Isolated full thickness chondral injuries. Prevalance and outcome of treatment. A retrospective study of 5233 knee arthroscopies. Acta Chir Orthop Traumatol Cech. 2008;75: 382–386.

Merkely G, Ackermann J, Lattermann C. Articular Cartilage Defects: Incidence, Diagnosis, and Natural History. Oper Tech Sports Med. 2018;26: 156–161.

Hinckel BB, Thomas D, Vellios EE, Hancock KJ, Calcei JG, Sherman SL, et al. Algorithm for Treatment of Focal Cartilage Defects of the Knee: Classic and New Procedures. Cartilage. 2021; 1947603521993219.

Gracitelli GC, Moraes VY, Franciozi CE, Luzo MV, Belloti JC. Surgical interventions (microfracture, drilling, mosaicplasty, and allograft transplantation) for treating isolated cartilage defects of the knee in adults. Cochrane Database Syst Rev. 2016;9: CD010675.

Robertson W, Kelly BT, Green DW. Osteochondritis dissecans of the knee in children. Curr Opin Pediatr. 2003;15: 38–44.

Ozmeriç A, Alemdaroğlu KB, Aydoğan NH. Treatment for cartilage injuries of the knee with a new treatment algorithm. World J Orthop. 2014;5: 677–684.
Sherman BJ, Chahla J, Glowney J, Frank RM. The Role of Orthobiologics in the Management of Osteoarthritis and Focal Cartilage Defects. Orthopedics. 2019;42: 66–73.

Southworth TM, Naveen NB, Nwachukwu BU, Cole BJ, Frank RM. Orthobiologics for Focal Articular Cartilage Defects. Clin Sports Med. 2019;38: 109–122.

Scopp JM, Mandelbaum BR. A treatment algorithm for the management of articular cartilage defects. Orthop Clin North Am. 2005;36: 419–426.

Agendar consulta