Dor no Joelho | Dr. Pedro Giglio

Dor no joelho é muito frequente: a maioria das pessoas sentirá incômodo nesta articulação em algum momento da vida.

Felizmente, a maioria das dores nos joelhos não apresentam problemas mais sérios. Porém, algumas lesões e doenças importantes podem se manifestar como dor no joelho.

A dor no joelho, quando é intensa ou recorrente, pode causar grande prejuízo nas atividades do dia-a-dia, esportivas, e na qualidade de vida.

Dor no Joelho | Dr. Pedro Giglio

Quando buscar atendimento para dor no joelho?

São motivos comuns para busca de atendimento especializado para dor no joelho:

  • Dor frequente que afeta a qualidade de vida
  • Dor que atrapalha atividades físicas
  • Dor acompanhada de sintomas como inchaço, instabilidade, travamento, entre outros
  • Preocupação com algum diagnóstico mais grave
  • Preocupação com quadro progressivo ou desgaste futuro do joelho

Motivos para buscar rapidamente atendimento para dor no joelho:

  • Dor intensa ou persistente após trauma (pancada, queda, torção)
  • Sintomas como inchaço, instabilidade, travamento, entre outros
  • Sintomas gerais como febre, mal estar.

Porque o joelho dói? Dor no joelho sempre é lesão?

Nem sempre dor no joelho representa uma lesão: é muito frequente o joelho doer sem ter lesões. Um joelho sem lesões internas pode doer por sobrecarga (por fraqueza muscular, por exemplo), ou por causas fora da articulação (como dor neuropática).

O joelho pode doer por:

  • Sobrecarga
    • Fraqueza, inibição ou desbalanço muscular
    • Movimentos inadequados
    • Excesso de atividade ou erros de treinamento
  • Causas fora da articulação
    • Dor miofascial (músculos e fáscias)
    • Dor neuropática (nervos)
    • Dor nociplástica (desregulação ou sensibilização da dor)
  • Lesões da articulação
    • Veja abaixo nesta página as principais lesões do joelho

Esses fatores que geram dor podem estar combinados. Portanto, é essencial que eles sejam todos identificados para um bom resultado do tratamento. Por exemplo, se existe uma lesão do joelho em conjunto com uma causa de dor fora da articulação, diagnosticar e tratar apenas uma delas não será eficaz.

Como exames de imagem identificam apenas as lesões articulares, a avaliação clínica criteriosa é essencial para identificar corretamente as causas de dor no joelho.

Como diagnosticar a causa de uma dor no joelho?

 O diagnóstico de uma dor no joelho sempre deve incluir avaliação clínica das características e história da dor, e exame físico completo.

Exames de imagem complementares são muito úteis, mas com duas ressalvas importantes: 1. Nem toda dor no joelho é causada por lesões que podem ser identificadas em exames de imagem; 2. Nem toda lesão identificada em um exame de imagem está relacionada ao quadro de dor (a lesão pode não ter sintomas, e a causa real da dor ser outra). Portanto, exames sempre devem ser interpretados em conjunto com avaliação clínica.

Adicionalmente, a avaliação multiprofissional é muito importante, e complementa a avaliação médica. A avaliação cinesiofuncional por fisioterapeuta qualificado, avaliação por educador físico de gestos esportivos e estratégias de treinamento.

Como aliviar a dor no joelho?

São formas de aliviar uma dor no joelho:

  • Repouso ou diminuição de atividades desencadeantes da dor
  • Bolsa de gelo: 20 minutos por vez, algumas vezes ao dia, com cuidado para não queimar a pele (nunca aplicar o gelo diretamente)
  • Medicação analgésicas simples
  • Pomada ou gel anti-inflamatório no local

Lembrando que toda dor mais intensa, persistente ou que atrapalhe atividades deve ser avaliada por especialista para buscar sua causa e instituir o tratamento mais adequado.

Dor no Joelho | Dr. Pedro Giglio

Bolsa de gelo é uma forma simples de aliviar dor e inflamação no joelho. Deve-se tomar cuidado para não queimar a pele.

Quais são as principais causas de dor no joelho?

Lesões de menisco

Meniscos são estruturas de amortecimento e estabilização internas do joelho. Sua lesão é muito comum, podendo ocorrer por trauma (como torção do joelho), sobrecarga ou desgaste. Podem causar dor, estalos, cliques ou travamento do joelho, apesar de muitas lesões não apresentarem sintomas.

O tratamento de lesões de menisco pode ser feito: sem cirurgia, com a retirada da parte comprometida, ou com reparo meniscal.

Saiba mais sobre lesões de menisco clicando aqui.

Dor por lesão de menisco | Dr. Pedro Giglio

Localização típica da dor por lesão de menisco

Meniscos apresentando lesão | Dr. Pedro Giglio

Meniscos (em azul) apresentando lesão

Síndrome da dor patelofemoral

A dor patelofemoral é a causa mais comum de dor no joelho, que ocorre por sobrecarga na articulação da patela (rótula) com o fêmur. A dor típica é na frente do joelho, pior com atividades como subir ou descer escadas e agachamentos.

A dor patelofemoral pode ocorrer sem nenhuma lesão interna no joelho, ou em conjunto com lesões de sobrecarga como condropatia patelar (condromalácia), tendinite patelar ou hoffite.

Saiba mais sobre dor patelofemoral clicando aqui.

Localização típica da dor patelofemoral | Dr. Pedro Giglio

Localização típica da dor patelofemoral

Condropatia patelar ou condromalácia patelar

A condropatia ou condromalácia patelar é a alteração da cartilagem da patela (rótula). É uma alteração encontrada com muita frequência em exames de ressonância magnética, e que pode estar acompanhada de sintomas como dor, barulho, sensação de atrito ou inchaço do joelho. Porém, também pode ser totalmente sem sintomas.

Saiba mais sobre condropatia ou condromalácia patelar clicando aqui.

Condropatia da patela grave | Dr. Pedro Giglio

Condropatia da patela grave visualizada por ressonância magnética

Artrose do joelho ou osteoartrite do joelho

Artrose do joelho é a doença causada pelo desgaste difuso da cartilagem e demais tecidos da articulação do joelho. É uma dos principais motivos de queixas no joelho de idosos, mas também ocorre em pacientes mais jovens. Causa dor, inchaço, intolerância aos esforços, diminuição da mobilidade, e pode causar desalinhamento do joelho nos casos mais intensos.

A artrose pode prejudicar muito a qualidade de vida, e há tratamentos modernos eficazes, com ou sem cirurgia.

Saiba mais sobre a artrose do joelho clicando aqui.

Artrose | Dr. Pedro Giglio

Artrose é causa comum de dor em idosos, mas também ocorre em pacientes jovens

Lesões da cartilagem do joelho

Lesões focais da cartilagem do joelho podem ocorrer por trauma ou sobrecarga. Podem causar dor, inchaço de repetição, sensação de travamento, fragmentos soltos dentro do joelho.

O tratamento das lesões de cartilagem pode ser cirúrgico ou não cirúrgico, e muitas técnicas inovadoras foram desenvolvidas nos últimos anos.

Saiba mais sobre as lesões da cartilagem e seus tratamentos clicando aqui.

Lesão da cartilagem do joelho | Dr. Pedro Giglio

Lesão da cartilagem do joelho

Instabilidade articular – lesões de ligamentos

Lesões ligamentares podem levar à instabilidade articular. Além de sensação de falseio, pode haver dor e lesões de outras estruturas no joelhos.

A lesão ligamentar mais comum do joelho é a do ligamento cruzado anterior (LCA). A instabilidade da articulação patelofemoral (luxação recidivante da patela), também pode causar dor por sobrecarga.

Saiba mais sobre lesões ligamentares, clique aqui.

Ligamento Cruzado Anterior | Dr. Pedro Giglio

Ligamento cruzado anterior

Trauma do joelho – torções, pancadas, contusões

Traumatismo do joelho pode ser causa de dor por inflamação local, inibição muscular, ou lesões internas.

Além de investigar possíveis lesões causadas pelo trauma, alterações funcionais musculares ou de movimento podem precisar de reabilitação específica. Já a inflamação própria do traumatismo tende a melhorar espontaneamente com o tempo.

São motivos para investigação especializada após trauma do joelho: traumas de maior intensidade, dor persistente ou sintomas associados (como instabilidade e travamento).

As principais lesões traumáticas do joelho são: ligamentares (como ligamento cruzado anterior – LCA), de menisco, de cartilagem, luxação da patela e fraturas.

Contusões do Joelho | Dr. Pedro Giglio

Contusões do joelho podem acontecer em acidentes esportivos, domésticos, automobilístico, entre outros

Tendinite patelar

A tendinite patelar é uma lesão comum, causada por sobrecarga, em que ocorre inflamação e lesões das fibras do tendão patelar. Ocorre dor na frente do joelho, logo abaixo da patela (rótula). Comum em atletas amadores ou profissionais.

Saiba mais sobre tendinite patelar, clicando aqui.

Localização típica da dor por tendinite patelar | Dr. Pedro Giglio

Localização típica da dor por tendinite patelar

Tendinite patelar vista pela ressonância magnética

Tendinite patelar vista pela ressonância magnética

Cistos do joelho

Cistos do joelho são cavidades preenchidas por líquido. Na maioria das vezes, são benignos, e consequência de outras lesões da articulação. Podem ser assintomáticos, ou causar aumento de volume e dor. Um tipo comum de cisto é o cisto de Baker ou cisto poplíteo, que fica na parte de trás do joelho, pode estourar, levando a dor e inchaço na perna.

Saiba mais sobre plicas sinoviais do joelho, clique aqui.

Cisto de Baker ou cisto poplíteo | Dr. Pedro Giglio

Cisto de Baker ou cisto poplíteo

Plica sinovial

Plica sinovial do joelho é uma membrana que pode existir pela persistência de separações dentro da articulação que existem antes no nascimento. Na maioria das vezes não causa sintomas, mas podem causar estalos, sensação de travamento e dor.

Saiba mais sobre plicas sinoviais do joelho, clique aqui.

Dor no Joelho | Dr. Pedro Giglio

Plicas são membranas que podem sofrer atrito com os ossos e cartilagem, causando dor e estalos

Fraturas de estresse

Fraturas de estresse são causadas por sobrecarga repetitiva de um osso, acima da sua capacidade de regeneração, comum em atletas amadores ou profissionais. Podem ser apenas “trincados”, ou evoluir para fraturas completas e desviadas.

Há dor progressiva com atividades físicas, podendo evoluir para dor em pequenas atividades.

Saiba mais sobre fraturas de estresse, clicando aqui.

Fraturas de insuficiência do osso subcondral

Fraturas de insuficiência ocorrem por sobrecarga em uma articulação que já apresenta desgaste prévio, como a artrose do joelho. São mais comuns em pacientes idosos. Devem ser suspeitadas quando há aumento repentino da dor em pacientes com problemas crônicos no joelho

Saiba mais sobre fraturas de estresse, clicando aqui.

Fratura de Insuficiência | Dr. Pedro Giglio

Ressonância do joelho mostrando fratura de insuficiência (circulada em verde)

Síndrome do trato iliotibial

Chamada de joelho do corredor, a síndrome do trato (ou banda) iliotibial ocorre por atrito desta estrutura com o osso lateral do fêmur, no joelho.

Saiba mais sobre a síndrome do trato iliotibial, clicando aqui.

Trato iliotibial | Dr. Pedro Giglio

O atrito do trato iliotibial é uma causa de dor lateral do joelho em atletas

Síndrome do Trato Iliotibial | Dr. Pedro Giglio

Local típico da dor pela síndrome do trato iliotibial, na face lateral (externa) do joelho

Doenças inflamatórias (artrite reumatóide, gota)

Doenças inflamatórias são caracterizadas por crises de dor e inchaço do joelho (derrame articular), por conta de inflamação da membrana produtora de líquido sinovial (sinóvia)

Saiba mais sobre causas de derrame articular clicando aqui.

Sinovite | Dr. Pedro Giglio

Sinovite (inflamação interna da articulação), causando aumento de líquido no joelho (derrame articular).

Osteocondrite dissecante

Osteocondrite dissecante ocorre por uma separação de um fragmento de cartilagem e osso dentro do joelho, em geral começando na infância ou adolescência.

Saiba mais sobre a osteocondrite dissecante, clicando aqui.

Osteocondrite Dissecante | Dr. Pedro Giglio

Ressonância do joelho de uma criança com fragmento de cartilagem e osso destacado por osteocondrite dissecante

Recuperação inadequada de lesões prévias

Após qualquer lesão, mesmo as mais simples, pode haver uma diminuição de força e ativação muscular, piora do equilíbrio, compensações e presença de movimentos adaptados para proteção da região que foi lesada.

Mesmo que haja recuperação completa da lesão inicial, a persistência destas alterações podem levar a sobrecargas articulares e dor. Neste caso, reabilitação adequada e completa é essencial para melhora do quadro.

Dor no joelho com atividades físicas e esporte

Atividade física e esporte são benéficos para a saúde das articulações. Porém, atletas amadores ou profissionais estão mais sujeitos a algumas lesões no joelho. Além disso, o joelho pode doer mesmo sem lesões da articulação, por sobrecarga causada por erros de treinamento.

Dor no joelho durante atividades físicas não é normal. Diferentemente da dor muscular, que faz parte do processo de ganho de condicionamento, a dor articular é um sinal de alerta para sobrecarga da junta, que pode levar a lesões sérias.

São problemas na prática esportiva que podem causar dor no joelho:

  • Erro de técnica do gesto esportivo
  • Condicionamento muscular ou aeróbico insuficiente
  • Alterações funcionais do movimento: desequilíbrio ou inibição musculares, controle postural deficiente
  • Volume ou intensidade de treino em excesso
  • Aumento de volume ou intensidade de treino muito rápido
  • Equilíbrio inadequado entre treinos de condicionamento, fortalecimento, técnica e esporte

Saiba mais sobre dor no joelho em atletas, clicando aqui.

Dor no Joelho | Dr. Pedro Giglio

Dor no joelho é um problema comum em atletas amadores e profissionais

Dor no joelho em idosos

A dor no joelho é muito comum na terceira idade. Porém, dor intensa ou que atrapalhe atividades não pode ser considerada normal. O diagnóstico adequado é essencial, e existem tratamentos eficazes, permitindo manter a qualidade de vida, mobilidade e independência.

São causas possíveis de dor no joelho em idosos:

  • Descondicionamento físico: Idosos perdem o condicionamento rapidamente com períodos de pouca atividade ou mobilidade. A força muscular diminui rapidamente, podendo levar a dor articular por sobrecarga
  • Artrose do joelho: Artrose, a doença causada pelo desgaste da articulação, é muito mais comum em idosos.
  • Fratura de insuficiência: “Trincado” no osso logo abaixo da articulação desgastada, pode causar crise repentina de dor forte

É importante ressaltar que a melhor forma de lidar com a dor no joelho em idosos é com a prevenção. A manutenção da mobilidade na terceira idade é uma medida essencial para evitar um declínio de saúde física e mental.


Sempre procure diagnóstico, orientações médicas e um plano de tratamento individualizado. O Núcleo de Ortopedia Especializada possui especialistas renomados em todas as áreas da Ortopedia moderna.

Referências
Beaufils P, Pujol N. Management of traumatic meniscal tear and degenerative meniscal lesions. Save the meniscus. Orthop Traumatol Surg Res. 2017 Dec;103(8S):S237-S244.

Doral MN, Bilge O, Huri G, Turhan E, Verdonk R. Modern treatment of meniscal tears. EFORT Open Rev. 2018;3(5):260-268. Published 2018 May 21. doi:10.1302/2058-5241.3.170067

Collins NJ, et al. 2018 Consensus statement on exercise therapy and physical interventions to treat patellofemoral pain: recommendations from the 5th International Patellofemoral Pain Research Retreat, Gold Coast, Australia, 2017. Br J Sports Med. 2018 Sep;52(18):1170-1178.

Figueroa D, Figueroa F, Calvo R. Patellar Tendinopathy: Diagnosis and Treatment. J Am Acad Orthop Surg. 2016;24: e184–e192.

Widuchowski W, Lukasik P, Kwiatkowski G, Faltus R, Szyluk K, Widuchowski J, et al. Isolated full thickness chondral injuries. Prevalance and outcome of treatment. A retrospective study of 5233 knee arthroscopies. Acta Chir Orthop Traumatol Cech. 2008;75: 382–386.

Appropriate use criteria: osteoarthritis of the knee: surgical management (2016) – American Academy of Orthopaedic Surgeons

Diretrizes da Sociedade Internacional para Pesquisa da Osteoartrite (OARSI)

Figueroa D, Figueroa F, Calvo R. Patellar Tendinopathy: Diagnosis and Treatment. J Am Acad Orthop Surg. 2016;24: e184–e192.

Stein D, Cantlon M, Mackay B, Hoelscher C. Cysts about the knee: evaluation and management. J Am Acad Orthop Surg. 2013;21: 469–479.

Lee PYF, Nixion A, Chandratreya A, Murray JM. Synovial Plica Syndrome of the Knee: A Commonly Overlooked Cause of Anterior Knee Pain. Surg J (N Y). 2017;3: e9–e16.

Saunier J, Chapurlat R. Stress fracture in athletes. Joint Bone Spine. 2018 May;85(3):307-310. doi: 10.1016/j.jbspin.2017.04.013. Epub 2017 May 13. PMID: 28512006.

Gourlay ML, Renner JB, Spang JT, Rubin JE. Subchondral insufficiency fracture of the knee: a non-traumatic injury with prolonged recovery time. BMJ Case Rep. 2015 Jun 8;2015

Strauss EJ, Kim S, Calcei JG, Park D. Iliotibial band syndrome: evaluation and management. J Am Acad Orthop Surg. 2011 Dec;19(12):728-36.

Becker JA, Daily JP, Pohlgeers KM. Acute Monoarthritis: Diagnosis in Adults. Am Fam Physician. 2016 Nov 15;94(10):810-816.

Accadbled F, Vial J, Sales de Gauzy J. Osteochondritis dissecans of the knee. Orthop Traumatol Surg Res. 2018 Feb;104(1S):S97-S105. doi: 10.1016/j.otsr.2017.02.016. Epub 2017 Nov 29.

Agendar consulta